Povão Coxa Branca do Coritiba

 

Tribuna - O nome da torcida é mesmo Povão?

Povão Coxa-Branca - Foi o nome que encontramos para nos representar, o qual remete à narração do saudoso Lombardi Jr.: “Alegria, alegria, alegria do meu Povão do Verdão Coxa-Branca”, narração esta que até hoje está guardada na memória de qualquer coxa. Mas não somos o que se pode chamar de uma “torcida”.

Tribuna - Como surgiu a idéia de montar a torcida?

Povão - Surgiu durante o ano passado, quando percebemos que podíamos fazer mais pelo nosso Clube. A idéia foi criar um movimento que apóie o Coxa incondicionalmente durante os 90 minutos, independente da política do clube e independente do resultado da partida. Acreditamos e apoiamos o time até o fim do jogo.

Tribuna - Vai ser mais uma organizada com estatuto, diretoria, sede ou a idéia é ficar entre amigos?


Povão - Não, somos uma torcida organizada. Não temos estatuto, temos sim um ideal de apoio irrestrito ao Coritiba e somente ele. Não temos diretoria, cada um é responsável por seus atos. Nossa sede é o Couto Pereira e só existimos de fato durante os jogos. Somos um movimento de apoio e todos os torcedores que se juntam ao nosso grupo durante os jogos fazem parte da família Coxa-Branca. A única cobrança que fazemos aos torcedores do Coritiba, não só dos que participam do nosso movimento, é associar-se ao Clube.

Tribuna - Outros torcedores podem aderir?

Povão - Não só podem como estão convidados a participar e começar a agir. Podem fazer sua faixa de apoio ao Clube e levar sua voz para cantar conosco. Para juntar-se ao nosso movimento basta ser Coxa-Branca, ter vontade e a consciência de apoiar o Clube em qualquer situação.

Tribuna - O que mais chama a atenção é a inspiração portenha? É isso mesmo?

Povão - Admiramos e nos inspiramos na forma de torcer de torcidas de todo o mundo, entre elas torcidas européias e latino-americanas, não só as portenhas. Mesclando influências com a forma brasileira de torcer, buscamos criar um clima positivo para que o time sinta-se à vontade em campo e possa mostrar o seu melhor futebol.

Tribuna - As barras (organizadas argentinas) têm influenciado vocês com as bandeiras, faixas direcionadas aos jogadores, faixas entre as arquibancadas e bandeirolas?


Povão - Sim, apoiamos essa diversidade visual. Quanto mais faixas e bandeiras melhor. Cada um faz a sua em casa e leva pro campo. Com faixas e bandeiras direcionadas a jogadores do presente e do passado do Clube queremos mostrar apoio e enaltecer o passado. Mas a torcida do Coritiba em geral é especial e tem uma forma única de torcer, seja na arquibancada, nas cadeiras da Mauá ou nas sociais.

Tribuna - Foi vocês que escolheram a localização? E como é a relação com o Clube?

Povão - Sim, escolhemos este local pois, além de ser próximo à entrada do vestiário do Coritiba, era um lugar frio do estádio e estamos tentando fazer uma bonita festa ali. Tem também o fato de ser próximo ao setor da torcida visitante, a qual podemos abafar. Nossa relação com o Clube é durante os 90 minutos dos jogos. Cantar, apoiar, enfim... torcer.
Tribuna - E o time? Está bem? Precisa de reforços? Sobe?

Povão - Confiamos em todos os jogadores e comissão técnica. Acreditamos no título. Queremos uma equipe que demonstre em campo a raça necessária para nos colocar em nosso lugar, a Série A. Com reforços ou não estamos do lado dos atuais guerreiros que nos representam em campo. Todo jogador que vestir a camisa alviverde será considerado o melhor jogador do mundo. Se constrói uma equipe campeã com união e com vontade. A união precisa ser de todos, inclusive da torcida com o time.

Tópico: Povão Coxa Branca do Coritiba

Data
De
Assunto

novo site da tev

novo site da tev : http://esquadraovilanovense.no.comunidades.net/

o vila nos une,nada nos separa!

Procurar no site

© 2010 Todos os direitos reservados Fernando e sua Equipe.